Tag: Sussexit

Harry e Meghan estão proibidos de usar a marca Sussex Royal

Harry e Meghan, que agora foram proibidos pela rainha Elizabeth de usar a marca Sussex Royal, já gastaram dezenas de milhares de libras para fazer um site para a marca, capitalizando em cima do nome da família real britânica. Eles também tentaram registrar o nome Sussex Royal como uma marca comercial global de itens variados, incluindo roupas, artigos de papelaria, livros e materiais de ensino. O casal adotou ainda medidas para criar uma nova organização de caridade, a Sussex Royal – Fundação dos Duques de Sussex.

Não estão claros os motivos da decisão da rainha Elizabeth. É sabido, contudo, que, desde o anúncio de que a dupla deixaria as obrigações reais, ela demonstrou contrariedade com a decisão. Houve preocupações a respeito do fato de que Meghan e Harry estariam lucrando com sua conexão com a família real. Segundo o Daily Mail, o casal, que se mudou para o Canadá, ainda discute quais alternativas adotar.

Ao abandonarem seus postos de membros ativos da família real, Harry e Meghan terão independência financeira do Fundo da Coroa, dinheiro repassado diretamente do Tesouro britânico para a rainha. Por um ano, no entanto, o casal continuará a receber a contribuição financeira do príncipe Charles, pai de Harry, que até 2019 correspondia a 95% de toda a renda dos duques de Sussex.

A decisão da rainha Elizabeth é um grande golpe para o casal, que terá que entrar com novos processos para registrar tudo sob um novo rótulo, desde o site até instituições de caridade.

(Fonte: O GLOBO)

Príncipe Harry fala pela primeira vez sobre sua saída da Família Real

“Antes de começar, devo dizer que só posso imaginar o que vocês ouviram ou leram nas últimas semanas. Por isso, quero que vocês ouçam de mim o máximo que posso compartilhar. Não como príncipe, não como duque, mas como Harry, a mesma pessoa que vocês viram crescer nos últimos 35 anos. O Reino Unido é minha casa e um lugar que eu amo. Isso nunca vai mudar. Eu cresci sentindo o apoio de muitos de vocês e vi como receberam Meghan de braços abertos enquanto me viam encontrar o amor e a felicidade que eu esperei por toda a minha vida. Finalmente, o segundo filho de Diana foi “pego”, viva!

Também sei que vocês me conheceram o suficiente por todos esses anos para confiar que a mulher que escolhi como esposa tem os mesmos valores que eu. E ela é a mesma mulher por quem me apaixonei. Nós dois fazemos tudo o que podemos para erguer a bandeira e desempenhar nossos papéis neste país com orgulho.

Quando Meghan e eu nos casamos, ficamos empolgados, esperançosos e estávamos aqui para servir. Por esse motivo, sinto profunda tristeza por ter chegado a isso. A decisão que tomei para que minha esposa e eu recuássemos não foi fácil. Passamos por muitos meses de conversas depois de anos de desafios. Eu sei que nem sempre entendi direito, mas, no que diz respeito a isso, realmente não havia outra opção. O que quero esclarecer é que não fomos embora e certamente não estamos indo embora.

Nossa esperança era continuar servindo à rainha, à comunidade e minhas associações militares, mas sem financiamento público. Infelizmente, isso não foi possível. Aceitei, sabendo que isso não muda quem eu sou ou como estou comprometido. Espero que entendam o que aconteceu, que eu estou afastando minha família de tudo que já conheci para dar um passo adiante no que espero que possa ser uma vida mais pacífica.

Nasci nesta vida e é uma grande honra servir ao meu país e à rainha. Quando perdi minha mãe há 23 anos, vocês me levaram para debaixo de suas asas. Vocês me observam há tanto tempo, mas a imprensa é uma força poderosa. Minha esperança é que um dia nosso apoio coletivo um ao outro possa ser mais poderoso, porque isso é muito maior do que apenas nós.

Foi nosso privilégio atendê-los e continuaremos levando uma vida de serviço. Sempre terei o maior respeito por minha avó, minha comandante, e sou incrivelmente grato a ela e ao resto da minha família pelo apoio que mostraram a Meghan e a mim nos últimos meses. Continuarei sendo o mesmo homem que valoriza seu país e dedica sua vida a apoiar as causas, instituições de caridade e comunidades militares que são tão importantes para mim. Juntos, vocês me ensinaram sobre a vida. E esse papel me ensinou mais sobre o que é certo do que eu jamais poderia imaginar. Estamos dando um salto de fé. Obrigado por me dar a coragem de dar o próximo passo.”

%d blogueiros gostam disto: